terça-feira, 7 de junho de 2011

Ser como o rio...




Ser como o rio que deflui
Silencioso dentro da noite.
Não temer as trevas da noite.
Se há estrelas no céu, refleti-las
E se os céus se pejam de nuvens,
Como o rio as nuvens são água,
Refleti-las também sem mágoa
Nas profundidades tranqüilas.



Manuel Bandeira

2 comentários:

Mariacininha disse...

Obrigado querida, pelas palavras carinhos e pela poesia. Você é gentil e doce como o sei blog.

Beijos

Jenefer Cullen Neto disse...

Adorei seu blog! tudo!
Qd der, passa no meu tb www.falonacara.com.br
Ja to seguindo o seu!
Bjks e parabens!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...