sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Sonho que sou Poetisa





Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Florbela Espanca

2 comentários:

Beta disse...

Lindo demais
bom fim de semana
beijo

Moa (Will) disse...

Oi,

Freud dizia que os sonhos são espelhos do nosso inconsciente. No casso desse poema, a imagem refletida no espelho é simplesmente de um jardim florido, já que a poesia tem um perfume variado.

Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...