sábado, 13 de novembro de 2010

A "duçura" das Rosas



 Quanta doçura inspira o nome Rosa. E me pergunto, como pode este nome encantar deste modo, a tantos poetas?
Para vocês, garotas chamadas Rosa, um poema de Patativa do Assaré... É claro que eu estou com invejinha!!!

Uma rosinha mostrando
 Sua beleza e perfume,
 Me olhava triste chorando
 Com inveja e com ciúme.

 Eu disse à pobre coitada
 Não tenha raiva de mim,
 Eu não sou disto culpada
 Foi Deus quem me fez assim.

 Você é rosa e eu sou Rosa,
 Por Rosa fui batizada
 E se eu nasci mais formosa,
 Eu não sou disto culpada.

 Se alegre com o que é seu,
 Ter inveja não convém,
 Você não é como eu
 Mas é formosa também.

  A rosinha no seu galho
  Me ouviu e se conformou,
  As suas lágrimas de orvalho
  A luz do sol enxugou.

 Patativa do Assaré
 Rosa e rosinha
Livro: Ispinho e fulo

Um comentário:

Solange disse...

E tanto dessas rosas cada mulher traz em si, não é ?!?!

bela escolha !!!

beijo grande

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...