terça-feira, 19 de outubro de 2010

Não me venha com meios-termos


Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa.


Clarice Lispector

3 comentários:

Juci Barros disse...

Deixo as palavras com a Clarice, porque se tem alguém que sabe usá-las é ela.
Beijos.

Maria José disse...

Viver no meio-termo é viver no quase. E o quase é lugar nenhum. Beijos.

stutghost disse...

Valeu!!!
Amiens.... Pensa numa cidade linda!
Obrigada pela visita..
Até a volta.
Direto de Madrid!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...