terça-feira, 26 de janeiro de 2010

E o amor?




Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei...
O amor é quando a gente mora um no outro.

Poema de Mário Quintana
#
#

3 comentários:

Maria José disse...

Elayne. Que poema lindo. Se não temos um amor, dá vontade de ter um. Beijos e muita, muita saudade.

Sandokan disse...

Às vezes é preciso abanar a árvore da existência para caírem as folhas velhas. Talvez seja por isso que eu não quero saber quem pintou o céu de azul, mas eu quero é o resto da tinta, porque nós podemos matar o tempo, mas é sempre ele que nos enterra.
Gostei muito de vir aqui visitar o teu belo espaço. No carácter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude. O destino une e separa pessoas. Mas nenhuma força é tão grande para fazer esquecer pessoas, que por algum motivo um dia nos fizeram feliz!
Nunca desistas dos teus sonhos… e nunca os deixes para trás. Encontra-os, torna-os próprios e durante toda a tua vida tem muito carinho por eles e nunca os deixes partir. Necessitas de muita dedicação para realizares os teus sonhos, porque eles não se realizam por magia dado que a magia é pura ilusão – o alimento dos perdedores - que nunca te vai tirar do lugar onde te encontras.
BOA SEMANA!

Marian Rosangela Bachiega disse...

Oi amiga...eu adoro seus pensamentos...toda vez eu entro só prá ler...to com saudades...qdo vc vem de novo...descobri cada lojinha na feira...hahaha...adorei sua amiga...de bjjj nela por mim...um grandão prá vcs...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...