sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Soneto antigo

#
#

Responder a perguntas não respondo.
Perguntas impossíveis não pergunto.
Só do que sei de mim aos outros conto:
de mim, atravessada pelo mundo.

Toda a minha experiência, o meu estudo,
sou eu mesma que, em solidão paciente,
recolho do que em mim observo e escuto
muda lição, que ninguém mais entende.

O que sou vale mais do que o meu canto.
Apenas em linguagem vou dizendo
caminhos invisíveis por onde ando.

Tudo é secreto e de remoto exemplo.
Todos ouvimos, longe, o apelo do Anjo.
E todos somos pura flor de vento.
#
#
#

3 comentários:

Maria José disse...

Lindo soneto, amiga. Mas você vai ter que responder a algumas perguntas, porque tem mais um selo para você no meu blog. Chama-se Meme Rock. Vá lá pegar. É dado de coração. Beijos e saudades.

Maria José disse...

Oi amiga. Recebi um selo "A dona desse blog é show!" e o estou repassando a você, com muito carinho. Passe lá no meu blog e pegue-o. Ficarei muito feliz se você o aceitar. Beijos. Fique com Deus.

Maria José disse...

Amiga, o que é isto??? O seu blog está lindíssimo, de cara nova. Amei!!! Quando retornar das minhas férias, quero saber como fazer para embelezar o meu. Outro ponto: amo esta sua fotografia. Ficou perfeito. Está tudo perfeito. Parabéns. Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...