terça-feira, 3 de março de 2009

É preciso coragem...

#


A tristeza é uma das respostas naturais do coração para a perda.
Quando estamos tristes, nós nos dispomos a
sentir a verdade da nossa dor...
Pela nossa disposição ao lamento, lentamente nós
reconhecemos, integramos e aceitamos
a verdade de nossas perdas.
É preciso coragem para ficar triste,
para honrar a dor que carregamos.


Do livro: A Arte do Perdão, da Ternura e da Paz

2 comentários:

Maria José disse...

"As grandes dores parecem inesgotáveis, insaciáveis. Mas mesmo as dores indizíveis, aquelas das perdas impronunciáveis, as dores abissais que contrariam as leis da vida, mesmo essas um dia passam. Param de fisgar, de sangrar. Cansam, aquietam. Libertam-se de nós e viram cicatrizes, marcas, tatuagens.
É comovente e belo trazer no corpo e na alma as marcas das dores bem vividas. Nada mais natural que fazer as pazes com nossas dores. Deixá-las partir sem medo. Lembrá-las sem sobressaltos. Reconhecê-las. Afinal, “nós também somos o que perdemos”.
Hilda Lucas

Maria José disse...

Mais uma vez voltei a este texto, pois apesar de seu pequeno tamanho, possui uma grandeza de conteúdo. Concordo e sinto na pele cada palavra ali dita. A tristeza é aquele estado da perda em que você sofre pelo que não vai ter mais, mas ainda sabe quais são os recursos disponíveis e quais são as coisas que ainda te fazem continuar em frente. Então, você segue, mesmo que às vezes, destram belhada, inquieta, agitada, esquecida ou aérea. Segue, porque acredita em algo maior. Segue, porque a sua missão ainda não terminou e você tem a obrigação de cumprí-la. Faz parte do jogo da vida e da morte.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...